BlogBlogs.Com.Br

26 janeiro 2009

As curiosas reflexões cinematográficas de um frango


Primeira coisa a ser comentada... cinemas de galinheiro não vendem pipoca, só milho cru. Inferno! Odeio milho, preciso falar isso todas as vezes? Alguém já devia ter captado essa mensagem e parado de mandar essa coisa pra cá... ok, depois do piti, voltemos ao filme que eu fui assistir.

Não gosto de ir pro cinema com muita expectativa. Sempre que fiz isso o filme acabou sendo uma droga. Agora não faço mais isso, aderi à técnica do “surpreenda-me”. Simplesmente me sento em uma mega-ultra-hiper-max-excelent cadeira reclinável e fofinha e assisto ao filme.

E foi justamente isso que eu fiz com “O curioso caso de Benjamin Button” (The curios case of Benjamin Button – 2008). Sabia que o filme era bom, mas saí com a simples impressão que ele era fodástico. Minhas primeiras palavras ao sair do cinema foram: “Nossa, vai cair de cabeça no Oscar”. Sim, assisti dia 21, um dia antes de soltaram os indicados...

13 indicações, quem diria. Muita gente tá comparando o filme com “Forrest Gump”. Nem posso falar nada, porque eu devo ser o único frango nesse mundo que não viu “Forrest Gump” inteiro. Mas vamos voltar ao Benjamin, porque esse sim eu vi! Não vou ficar falando da história porque isso enche o saco. Vou me ater aos meus ingênuos comentários sobre o filme...

Na parte técnica, o filme é simplesmente impecável. Em questão de maquiagem, fazer a Cate Blanchet (Dayse) ficar com cara de acabada é um trabalho dos diabos. Mas o mais surpreendente é o que fizeram com o Brad Pitt (Benjamin Button), que oscilou de 80 a 15 anos de maneira brilhante (e com o auxílio de um belo jogo de luzes quando ele estava com 15 a 20 anos, afinal ninguém consegue fazer milagres).

As atuações são simplesmente tocantes. Brad (daqui a pouco eu começo a chamar de Bradzinho...) encarna a evolução do personagem de uma maneira que me envolveu profundamente. Os outros atores fizeram papéis fantásticos também. Além da Cate Blanchet, outros que merecem destaque são Taraji Henson (Queenie) e Jason Flemying (Thomas Button).

O filme é longo, então quem for ver, prepare-se para 2:40 de filme. Mas eu nem vi esse tempo todo passando. E olha que eu sou super inquieto e hiperativo, sinal que o filme conseguiu me prender. Outro ponto que eu achei interessante, porém desnecessário, é a presença do furacão Katrina na história. Tudo bem que teve a ligação de tudo começar e terminar em New Orleans e tal, mas ficou estranho...

Mas o mais estranho são as atitudes do personagem do Bradzinho. Agora entra a parte que eu realmente entendo: a frangagem! (a partir daqui eu vou contar coisas do filme, se não viu, fodas, vou continuar mesmo assim). Tudo bem que um cara que nasce velho e vai rejuvenescendo é estranho. E conseguir uma mulher nessas condições é complicado. Por isso a primeira vez dele é com uma prostituta. E financiado por marinheiros... triste começo. No meio do caminho ele pega uma mulher casada (Tilda Swinton). Ou será que foi a mulher casada que pegou ele? Fico com a segunda opção...

Só que o tempo todo ele era apaixonado pela Cate/Dayse. Chega até a dar margaridas para ela (daisys para Dayse, achei o máximo =D). E na hora que a mulher tá toda se querendo para ele, dançando, falando que quer ficar nua e quer tê-lo, o que ele faz? FOGE DELA! ELE FOGE! Isso sim é que é ser um frango de primeira categoria... mas depois ele a pega e tem uma filha (Julia Ormond). Isso tudo, somado e balançado (e levando em consideração os gritos das galinhas no cinema quando o bradzinho aparece com seus 20 e poucos anos), ele atinge o nível 6 na escala de frangagem!



Bem, that’s all folks! Da próxima vez espero levar um a galinha bem gostosa para assistir o filme comigo e fazer algo comigo depois, ou antes, sei lá, tanto faz, o importante é ter companhia na próxima!

P.S.: Se alguém tiver um e-book do curioso caso de Benjamin Button pra me passar, o frango agradece (não achei em lugar nenhum)... mande um e-mail para unofrango@gmail.com e deixe um frango feliz!

14 comentários:

Pelirroja disse...

Frango, assisti ao filme e ele é realmente "fodástico". Mas de uma coisa eu discordo, ele se paixounou por Daisy no momento que viu os olhos azuis dela...^^

Nossa, adorei este filme, também fiquei com vontade de ler o livro do conto. Se achar, te mando o e-book. Ah, e por justamente por ser um conto é que não se explica direito coisas como "um bebê que nasceu velho" e que "fica novo conforme envelhece"...

Lindas as cenas de ballet. Deu até vontade de voltar a fazer... Haha.

Beijinhos. Ótimo post!

kuandr disse...

hahah esse frango e cultura pura meu povo ^^



ei meu Fraguinho amigo que tal voce postar uma lista de filme pra seus leitores fiel assitirim
e que eu ando ,meio sem ideia do que ver ultimamente xD


www.kuandr.blogspot.com

anna carolina disse...

O EDWARD NÃO É FRANGO.

E TENHO DITO.

[e não li o texto, porque ainda vou ver o filme.]

FRX disse...

oie, já add seu banner lá no exoticlic se quiser conferir é só ir no meu horizontal " PARCERIAS "

estou acompanhando seu blog tbm se quiser siga-me =D

Jessie. disse...

aah nem achei o Benjamin tão frango assim!
Vocês (frangos?) que têm mania de pegar qualquer [galinha] uma que vê pela frente! ;P
e de fato o filme é fodástico xD

H. R. Silva disse...

Ow, o filme é muuuuiiiitooo bom. A história é bem original e as interpretações são incríveis.

Mas, dando pitacos sobre a escala de frangagem... por favor, neh?! A Dayse quase se jogou em cima dele... e ele não fez NADA... ou melhor... fez: DEU UM PASSA FORA NA Cate Blanchet!!!!

Por favor, sobe a nota de frangagem ae... no mínimo 10. O Edward não pode, o Button não QUIS!

kkkkkk

Juuh e Clarah disse...

*-* vlw a visita por lá, viu?

:D

eu ainda quero ver esse :D

Juliana disse...

Tem um meme pra vc lá no Pipoca. Confere lá.

www.pipocacomiogurte.blogspot.com

Camila disse...

"E na hora que a mulher tá toda se querendo para ele, dançando, falando que quer ficar nua e quer tê-lo.."

haushushasushushuhsuahsau

toda se querendo....vc axa q todos tem q ser igual a vc??aceitar tudo q vem pela frente!!

kkkkkkkkkkkkkkkk

muito baum frango!!to na expectativa de ver como vai fik essa escala de franguices!!

Natália Coelho disse...

Eu já fui o contrário de você. Fui ver o filme esperando muita coisa, porque eles encheram a bola do filme nas entrevistas e quando eu vi, fiquei esperando, esperando algo mais e não achei.
É um filme bonitinho, os efeitos são dignos de oscar mesmo, a história é triste, mas tem uma lição a dar.

E dessa vez eu concordo que o Benjamim foi muito frango!

bjO

Buono disse...

Advinha frango, quem está de volta na praça??


http://brainstorminblog.blogspot.com/

bjsmeliga ;*

Bala Salgada disse...

Ainda não assisti, não sou muito fã do Brad Pitt mas falam tanto dessa maquiagem, como você mesmo disse que fiquei curiosa.

Parabéns pelo blog, estou repassando um selo pra você.

Sucesso!

Pedro, o Nogueira disse...

esse chicken-levelling é MARA!

Pikenaáh ~ disse...

infelizemente não vi este filme, mas adorei seu blog.
Os textos são bem interativos com o leitor. Parabéns :D

http://doispetelecos.blogspot.com